O que é a Aversão à amamentação?

È um fenómeno que pode acontecer no percurso da amamentação, em que a mãe tem sentimentos e pensamentos negativos, intrusivos e de repulsa quando o bebé está a mamar. (Yate 2017).

Os sentimentos negativos são intensos e causam uma urgência em terminar a sucção do bebé, em afastar o bebé de si e estes sentimentos param mal o bebé se afasta da mama da mãe.

È um sentimento inesperado e não desejado pois as mães que o sentem querem amamentar e com estes sentimentos vem uma tristeza enorme, irritabilidade a culpa e a raiva.

Não existem estudos suficientes para se saber qual a causa.

Normalmente este sentimento ocorre:

  • Quando as mães se sentem muito cansadas, com privação de sono e se alimentam mal
  • Na fase da ovulação, menstruação, variando com o ciclo hormonal
  • Em mães que amamentam grávidas
  • Em mães que amamentam em tandem (2 bebés de idades diferentes)
  • Em mães que amamentam bebés mais crescidos e que começam a ter dificuldade em lidar com a demanda dos bebés e com a sua expectativa.

A duração também pode ser variada assim como a intensidade dos sentimentos. Há mães que só o sentem em algumas mamadas, outras só à noite, e outras sempre. Contudo, a expressão da aversão é similar, com as mães a descrever sentimentos e pensamentos geralmente utilizando exatamente as mesmas frases (Yate, 2017).

Que fazer então quando se quer amamentar e se tem estes sentimentos?

  • Procurar distracções enquanto se amamenta pode ajudar
  • Tentar descansar o máximo possível, dormir sempre que o bebé dormir e se tiver rede de apoio, pedir ajuda
  • Alimentar-se e hidratar-se bem
  • Evitar situações de stress

Mesmo em bebés com mais de 2 anos, quando estes sentimentos surgem existem várias estratégias para lidar com o assunto antes de se pensar em desmame, como por exemplo, encurtar mamadas negociando o tempo das mesmas com contagens, tempo de uma música, etc.

Conversar sobre o assunto com o companheiro, com outras mães que sintam o mesmo, ou com uma IBCLC pode ajudar a superar estes sentimentos e a fazer com que a mãe não se sinta sozinha e mais apoiada.

Manter uma atitude positiva e perceber que apesar destes sentimentos existirem não são eles que definem uma mãe, ajuda a ultrapassar este obstáculo.

Foto de KateJayne no Pexels

Fontes: Kellymom, breastfeedingaversion.com, LaLecheLeague

CONTACTE-ME

Pretende um esclarecimento, uma sessão de apoio à amamentação, ou pretende marcar uma formação na sua farmácia. Conte comigo!

ENTRE EM CONTACTO